terça-feira, 9 de outubro de 2018

Lei de Engel

.1. Calcula o orçamento de cada uma das famílias.

Considere as seguintes estruturas de consumo de quatro famílias, os Alves, os Brito, os Cunha e os Damásio: 
Despesa (em €)  ALVES Coeficiente orçamental ALVES Despesa (em €) BRITO Coeficiente orçamental BRITO Despesa (em €) CUNHA Coeficiente orçamental CUNHA Despesa (em €) DAMÁSIO Coeficiente orçamental DAMÁSIO
Alimentação e bebidas  250 50% 510 36% 800 24% 1200 15%
Vestuário e calçado  80 16% 130 9% 300 9% 700 9%
Renda de casa, água e luz   100 20% 260 19% 620 19% 1200 15%
Transportes e comunicações 50 10% 190 14% 650 20% 2100 26%
Lazer, cultura e gastos diversos   20 4% 310 22% 900 28% 2800 35%
Total      500 1400 3270 8000
2. Determina os coeficientes orçamentais das quatro famílias para cada classe de despesa.
3. Representa graficamente as despesas percentuais das famílias nas diversas rubricas de despesa.



4. Verifica como a interpretação do quadro te conduz à Lei de Engel.
   A interpretação do quadro conduz à Lei de Engel uma vez que à medida que o rendimento das famílias aumenta a proporção gasta na alimentação diminui. À medida medida que o rendimento aumenta a proporção gasta no lazer aumenta e podemos verificar ao longo da família Alves até à família Damásio.   
5. Comenta o elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países.
 O elevado valor das subscrições de telemóveis em Portugal relativamente a outros países, que encontra-se no sexto lugar com mais subscrições por 100 pessoas, é devido ao facto de Portugal por vezes não ter um comportamento sustentável.
6. Comenta o elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países da União Europeia. 
 O elevado número de automóveis em Portugal relativamente a outros países, que encontra-se no segundo lugar com mais automóveis por 1000 habitantes, é devido ao facto de Portugal por vezes não ter um comportamento sustentável.

Sem comentários:

Enviar um comentário