Mensagens

Mercado de Títulos

1. Distingue mercado primário de mercado secundário.
   O mercado primário é uma parte do mercado de capitais onde são transaccionados  títulos numa primeira oferta pública estando ao dispor a todas as pessoas em determinadas condições. Omercado secundário realizam-se compras e vendas de títulos que foram emitidos anteriormente do mercado primário, dado que quem adquire os títulos no mercado primário nem sempre os conserva até à maturidade. 

2. Compara o empréstimo obrigacionista com o aumento de capital quanto:
a) à rentabilidade dos títulos; As obrigações é mais rentável do que as ações uma vez que mesmo que o negócio da empresa corra mal tem que pagar à mesma a taxa de juro das obrigações, enquanto se a empresa não lucrar esta não paga as ações.

b) à possibilidade de as empresas ajustarem os pagamentos à conjuntura económica. As ações adaptam se mais facilmente porque se a empresa não lucrar esta não paga, se lucrar a empresa paga, já se a empresa das obrigações não lucrar tem que paga…

Leasing, Factoring e Capital de Risco

Imagem
1. Supõe que desejas adquirir um automóvel que custa 25.000 €. Identificaste o leasing como boa opção de financiamento e desejas pagar a viatura em 5 anos. 
Determina (faz print screen) a (a) entrada inicial (Sugestão: 5.000 €), o (b) valor do aluguer mensal e o (c) valor residual (Sugestão: 500 €). 






2. Caracteriza o leasing.
   O leasing é uma modalidade de financiamento através da qual a Caixa Leasing e Factoring (locadora) adquire um bem (móvel ou imóvel) e cede o seu uso temporariamente a uma entidade (o locatário) mediante o pagamento de uma renda periódica.

3. Refere as vantagens do leasing relativamente a outras alternativas de financiamento.
   O leasing tem vantagens como:
Financiamento (consumo ou investimento) a 100%Financiamento de acesso fácil e de rápida análise e decisãoSimplicidade na tramitação processualRapidez na entrega do bem e liquidação ao fornecedorPossibilidade adaptação do reembolso aos fluxos de tesouraria do clienteSinistros (parcial ou total) cobertos por seguro…

O financiamento da actividade económica: autofinanciamento e financiamento externo

1. Distingue capacidade de financiamento de necessidade de financiamento. 
    A capacidade de financiamento é quando um individuo gasta em consumo (empregos)  uma quantia inferior ao seu rendimento (recursos). A sua poupança positiva constitui capacidade de financiamento. Quando as despesas (empregos) são superiores às receitas (recursos) os sujeitos têm uma poupança negativa (défice), como sucede com a generalidade dos Estados, isto é, então necessidade de financiamento.

2. Distingue financiamento externo de financiamento interno ou autofinanciamento. 
    O financiamento externo significa o recurso a meios de terceiros. O autofinanciamento é capacidade do próprio financiamento sem recorrer a terceiros.

3. “Nenhum pai considera seguro emprestar dinheiro aos filhos!”
Explica como esta falta de confiança está na base do modelo de negócio dos bancos, distinguindo a taxa de juro das operações activas da taxa de juro das operações passivas. 


4. São elementos do crédito: a confiança, o risco, o…

Rendimentos e repartição dos rendimentos - Revisões

Imagem

Rendimento disponível dos particulares - 2018

Imagem
1. Distingue rendimento pessoal de rendimento pessoal disponível.
    O rendimento pessoal é o global das receitas, ou dinheiro, que uma pessoa ou família recebe, durante um período de tempo, normalmente durante um ano. O rendimento pessoal disponível é o que as famílias ou pessoas têm para gastar ou para poupança, uma vez que, se ao seu rendimento pessoal lhes tirarmos os impostos e contribuições que estas pagam, teremos então o seu rendimento pessoal disponível.

2. Distingue impostos directos de impostos indirectos.
   Os impostos diretos são sobre o rendimento (IRS) e do património (IMI), atingindo imediatamente o sujeito com capacidade contributiva. Enquanto os impostos indiretos são sobre o consumo, ou seja, despesa (Iva).

3. Distingue as contribuições para a segurança social dos impostos.
    As contribuições para a segurança distinguem-se dos impostos porque estas têm uma finalidade específica. Enquanto os impostos são incluídos no Orçamento do Estado.

4. Explica porque motivo a d…

Salário nominal vs. Salário real – 2019

Imagem
1. Distingue salário nominal de salário real.
     Salário nominal é o trabalho expresso em moeda, enquanto o salário real é a quantidade de bens e serviços que o trabalhador pode adquirir.

2. Explica como o salário real varia com o (1) aumento da salário nominal e (2) a taxa de inflação.
   O salário real aumenta quando o salário nominal aumenta mais do que em relação à taxa de inflação. Já se a taxa de inflação aumentar mais do que o salário nominal o salário real vai diminuir.
O salário real mantém-se igual quando o salário nominal aumenta o mesmo que a taxa de inflação.

3. Relaciona as expressões “salário real” e “poder de compra”.
    O salário real mede o poder de compra que um trabalhador tem expresso em bens e serviços.

4. Indica como se calcula o salário real.
   O salário real calcula-se ao dividirmos o salário nominal pelo IPC e multiplicarmos por 100.
Sr= Sn/IPC * 100

5. Explica o que significa “indexar os salários” à taxa de inflação.
    Indexar os sala´rios quer dizer que o salá…